Como produzir um calendário 2019 de sucesso

19 de outubro de 2018

Como produzir um calendário 2019

Empresas de diversos portes e ramos enxergam nos calendários promocionais uma oportunidade de presentear seus clientes e parceiros e ao mesmo tempo promover a sua marca durante o ano todo. Contudo, não é algo simples produzir um calendário funcional, decorativo e ainda por cima no timing certo para distribuição, afinal, ninguém gosta de receber um calendário novo em pleno abril, não é? Pela quantidade de informações, o calendário acaba se tornando um produto gráfico complexo, e que exige cuidado em diversos detalhes de sua execução para se concretizar como uma oportunidade de promoção, e não somente “mais um calendário”.

Para ajudar você a produzir um calendário 2019 de sucesso, nossa equipe elencou 3 pontos cruciais que você não pode deixar de considerar antes de mandar o seu calendário para a gráfica.

 

1 – Projeto Gráfico

Ao elaborar o design do calendário, lembre-se que ele estará sobre a mesa do seu cliente 24 horas por dia e 365 dias por ano. Por isso, ele deve ser prático e de preferência com um visual agradável, que sirva não somente como uma ferramenta, mas mesmo como uma peça de decoração na mesa do seu cliente.

Falando em praticidade, é importante pensar em como o seu cliente utilizará o calendário. Se ele for somente para consulta, podem-se utilizar números maiores e até mesmo múltiplos meses em uma mesma página. Ou então, se a ideia for de que o usuário escreva no calendário, é importante reservar espaço para isso, como linhas para anotações ou colocando os dias do mês em “caixinhas” em que haja espaço para mais duas ou três palavras.

Ah, e um lembrete: fique atento aos tamanhos das fontes utilizadas. Como um calendário tem muitas informações, às vezes pode-se cair na armadilha de querer condensar e diminuir fontes para que tudo caiba em uma página, e assim acabar prejudicando a leitura dele. Um bom calendário deve ser fácil de se consultar.

 

2 – Revisão

Não é simples a tarefa de organizar todas as informações de um calendário de forma que ele fique esteticamente agradável e ainda assim prático, e nesse processo, diversos erros podem acontecer. Por isso, é extremamente importante que você reserve tempo para revisar todo o arquivo do seu calendário antes de enviá-lo para a produção gráfica. Para garantir que não ocorram erros, sugerimos que você faça três tipos de revisão:

2.1 – Revisão de Continuidade:
Assim como em um filme, é muito importante revisar a continuidade do calendário, ou seja, se todos os meses estão começando e terminando nos dias corretos e se os dias da semana e os meses estão na ordem correta. Essa é uma revisão que pode parecer simples, mas ela garante que o calendário não leve o seu cliente a se informar erroneamente, pondo em descrédito tanto o calendário como a sua própria empresa.

2.2 – Revisão Textual / Gramatical:
Muitas vezes incluem-se textos sobre a empresa e seus produtos no calendário, e é muito importante que todos estes textos sejam revisados, pois estarão o ano inteiro expostos junto ao seu cliente. Reserve um período para revisar cada parágrafo, e bem como os nomes dos feriados e datas festivas do calendário. Uma dica que deixamos aqui, para ajudar a encontrar erros de digitação, é de ler o texto de trás para frente, assim lemos palavra a palavra pausadamente, e fica fácil de encontrar eventuais letras trocadas.

2.3 – Revisão Geral:
Por fim, vale sempre aquela “revisão geral final”, que deve ser feita não só por você, mas também por outra pessoa que se assemelhe com o usuário final do calendário. Nessa revisão podem-se encontrar sugestões de melhoria, ou ainda erros que você já se acostumou, e nem os reconhece mais. Procure aqui colocar-se no lugar do usuário final, pensando talvez em casos que você até então não tinha considerado.

 

3 – Materiais

Um calendário pode ser dividido em 2 partes principais quando falamos de materiais, a Base e as suas Lâminas.

3.1 – Base:
Lembre-se, o calendário ficará 365 dias na mesa do seu cliente, então é importante que a base dele seja firme, para que não ceda com o tempo e lá por setembro do ano seguinte ele já esteja todo “arqueado”. Para prevenir este problema, procure bases feitas em papel cartão de alta gramatura (acima de 250g/m²), podendo ser inclusive acoplados (isto é, duas lâminas de papel cartão empastadas). Outra alternativa é optar pela base em capa dura, como as capas de livros. Tal base deixa o calendário muito robusto, e com um ar premium.

3.2 – Lâminas:
As lâminas são de fato “o calendário”, ou seja, as folhas onde estão as informações dos meses. A escolha do material para elas se relaciona com o uso que você pensou para o calendário. Se você desenvolveu ele para que o seu usuário escreva nele, é importante optar por papéis não revestidos, como o papel offset (ou “sulfite”), pois eles absorvem bem a tinta e não mancham ou deslizam na hora de escrever.

 

Por outro lado, se o seu calendário está com um projeto gráfico rico em design, e tem um caráter mais visual do que prático, lance mão de papéis revestidos, como o couché, e até mesmo aproveite uma laminação sobre ele, assim destacam-se as imagens e protege-se o calendário, conferindo ainda mais sofisticação. Quanto à gramatura do papel, verifique a possibilidade de trabalhar com gramaturas mais altas, à partir de 170 g/m², para que o papel não encanoe com o tempo e com a umidade.

Esperamos que com essas dicas você consiga produzir um calendário que promova a sua empresa 365 dias por ano na mesa de seus clientes, passando uma mensagem de profissionalismo e planejamento. Conte também com a nossa equipe comercial para te ajudar a colocar esse projeto no papel.

Ah, e antes de começar a colocar a mão na massa, dá uma olhada no nosso outro post, em que já disponibilizamos para você um template limpo, prático e totalmente revisado de calendário para 2019! Até a próximo post!

Compartilhar:  Compartilhar no Facebook  Compartilhar no Twitter  Compartilhar no Linked-in

Deixe seu comentário

Atenção: Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da Gráfica Rocha.

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu email.

Gráfica Rocha - Todos os direitos reservados

Site por Codde