Dicas de Diagramação e Conteúdo: 7 passos para o layout perfeito.

24 de janeiro de 2019

Após finalmente decidir qual material gráfico irá fazer, você separa o conteúdo que precisa e começa a diagramar, ou envia para um designer fazê-lo por você. Mas para alcançar o resultado que deseja, é necessário ter alguns cuidados, pois o que parece perfeito em sua mente pode passar uma mensagem diferente da que se pretende, ou mesmo acabar sendo ilegível, apagando informações que são essenciais.

Referências são uma ótima forma de mostrar o que se tem em mente. Caso não tenha em mãos alguma boa referência do que quer, pesquise no Pinterest ou mesmo no Google imagens as palavras chaves do tipo de material que pretende fazer. Exemplo: “flyer negócios”, ou “ cardápio sushi”.

Para entender bem porque um layout funciona e outro não, seria necessário um estudo mais aprofundado sobre forma, cor e tipografia. Então para auxiliar de forma mais simples e prática na execução do seu material, aqui vão algumas dicas gerais sobre o que fazer, ou evitar, garantindo que seu material resultará em algo limpo, organizado e profissional.

1 – Evite muitos elementos e imagens

Dicas de Diagramação

Depende muito qual o material e quais são as imagens que você pretende usar, mas em geral quanto mais colorida e cheia de detalhes, menor deve ser a quantidade delas na sua página. Em média 3 imagens é mais que suficiente. Ah, e não esqueça de tê-las todas em alta resolução!

2 – Escolha um ponto de destaque na página

Dicas de Diagramação

Pode ser uma imagem, padronagem, fonte, etc. Então crie em torno deste elemento. Se colocar um título em CAIXA ALTA, continue com texto em caixa baixa, separando os dois elementos e destacando um deles, no caso o título. Isso ajuda para quem lê e organiza o material. Não tente destacar tudo fazendo ter o mesmo peso, isso pode cansar o olhar e tornar seu material tedioso e pouco atrativo.

3 – Separe os conteúdos que deseja colocar no material em assuntos

Dicas de Diagramação

Tente construir a diagramação do material baseado nesses assuntos. Os espaços separados para cada um deles deve ser pensado com relação a quanto de conteúdo você quer colocar em cada. Se há um tema com muito mais texto e imagens, deve se reservar um espaço maior para ele. Caso queira que cada assunto tenha exatamente o mesmo espaço, converse com o seu designer, ou tente você mesmo eliminar imagens, partes do texto, e tornar o conteúdo o mais objetivo e sucinto possível.

4 – Crie linhas guias para organizar os elementos

Dicas de Diagramação

Separar imagens e textos, considerando sempre o ponto de destaque e o espaço reservado para cada assunto, torna seu material mais organizado, limpo e profissional. Isso é importante mesmo se você queira uma fonte manuscrita atravessando uma imagem, ou algo do tipo, assim você destaca este elemento comparando com o restante que está alinhado às guias.

5 – Evite usar fontes muito grandes ou muito pequenas

Dicas de Diagramação

É preciso destaque no título, algo que chame a atenção do leitor, e os subtítulos precisam se diferenciar para guia-lo no seu material facilmente.  Porém para que esses realmente se destaquem, a fonte no corpo do texto precisa ser consideravelmente menor para não causar incômodo e poluição visual. Também não pode ser tão pequena a ponto de atrapalhar na legibilidade.

6 – Menos é Mais

Dicas de Diagramação

Às vezes a melhor forma de chamar a atenção é deixar grandes espaços vazio, chamados “respiros”, apenas preenchendo uma pequena parte da página.  Como em uma vitrine de luxo, esbanjar o espaço é um sinal de elegância. Essa forma estética é muito eficiente quando o material é menos objetivo e mais conceitual, ou artístico.

7 – Respeite os limites da margem

Dicas de Diagramação

A margem para que não se tenha nenhum conteúdo cortado é de 5 milímetros das bordas, isso porque deve se considerar sempre que pode haver variação de corte na hora de produzi-lo. Na dobra também deve se ter esse mesmo cuidado, para não dificultar a leitura. Em revistas e livros, as margens internas devem ser maiores, no mínimo 1cm, por conta da cola e costura da lombada <link para tipos de encardenação>. Mas evite utilizar todo o espaços até o limite com textos, dar um pouco de “respiro” nas margens deixa o material mais limpo e organizado.

Você já sabe qual o tipo de material é o melhor e agora sabe como diagramar e organizar seu conteúdo. No próximo post falamos sobre os tipos de papéis, suas vantagens, usos e custos, assim você consegue escolher o ideal para o que precisa.

Compartilhar:  Compartilhar no Facebook  Compartilhar no Twitter  Compartilhar no Linked-in

Deixe seu comentário

Atenção: Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da Gráfica Rocha.

Não perca mais nenhum post!

Assine nosso blog e receba novos posts diretamente em seu email.

Gráfica Rocha - Todos os direitos reservados

Site por Codde